• Instagram - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Circle Watt 3
  • Facebook - Black Circle
  • Email 7
Buscar
  • Bruno Crispim

Você precisa escrever todos os dias (?)

Ainda que você controle a sua ansiedade e a sua insegurança, ainda que você leia centenas de livros de ficção e todos os livros de teoria literária, você não escreverá bem se não praticar a escrita.

Para praticar, basta escrever.


Escreva um conto, um poema, o capítulo de um romance, um texto de não-ficção, qualquer coisa. A escolha é sua. Mas escreva sempre. Escreva o máximo que você conseguir.


Muitos defendem que escrever todos os dias é o único caminho possível. Sem isso, a sua escrita não vai evoluir e você não vai crescer como escritor. Obviamente, isso não é verdade. Existem outros caminhos. Sempre existe.


Você pode escrever em períodos do mês ou do ano com grande intensidade – nas férias, por exemplo. Eu, quando escrevo ficção, o faço em períodos de um mês completamente dedicados à escrita, com horas de trabalho que variam de 12 às 16 horas diárias.


Existe ainda a opção de dedicar um dia inteiro da semana para escrever. Sábados e domingos são ótimos para isso. Ache o que funciona para você e siga em frente, sem a paranoia de ter que escrever todos os dias.


Ainda assim, há muito valor na prática diária para criar um hábito de escrita sólido.


No entanto, para acelerar o aprendizado e ganhar insights que você não obteria sozinho, você pode recorrer aos exercícios de escrita. Não à toa, eles são uma parte importante do GUIA do Escritor de Ficção – ao ponto de ganharem um Especial próprio deles.


Exercícios, contudo, exigem esforço e poucos são os escritores que efetivamente os fazem.

Por isso, deixo aqui o apelo: entendam os exercícios de escrita como os exercícios de matemática – quando apropriados e bem aplicados, eles acelerarão o seu crescimento como artista. Eles podem te ajudar a entender aspectos da literatura que você desconhecia ou a se desenvolver de formas que você não previa.


Então, seja um caçador de bons exercícios de escrita e dedique um pedaço do seu tempo de escrita para eles. Principalmente, para aqueles mais complexos – onde a preguiça ataca mais forte.



Indicação de leitura

No final de cada post, irei recomendar um livro que pode, de alguma forma, te ajudar na sua jornada como escritor(a).


Hoje, vou dar uma nova roubadinha e indicar o Guia: Exercícios de Escrita um especial do Guia do Escritor de Ficção com uma seleção de mais de 70 exercícios de escrita, o especial tem a intenção de:

- estimular a criatividade e sair de bloqueios criativos - exercitar a empatia e perspectivas diversas - entender o ponto de vista do outro - desenvolver personagens tridimensionais - entender o valor dos testes e da prática da reescrita - construir um logline eficiente - aplicar o método Save the cat! - criar descrições únicas e que emocionam - usar verbos fortes e adjetivos específicos - tudo isso e muito mais com uma linguagem simples e direta e com análise de casos práticos.


Se você gostou dessa recomendação e quiser comprar o livro, use esse link para contribuir com a manutenção do GUIA ;)

51 visualizações