Buscar
  • Bruno Crispim

o método save the cat!

Atualizado: Mar 10



save the cat


Save the cat! The last book on screenwriting you'll ever need, livro escrito por Blake Snyder, é um dos guias sobre como escrever roteiros mais famosos em Hollywood. Até hoje, quinze anos depois do seu lançamento, o livro continua um best-seller.


Imediatamente após o lançamento, a utilização desse método foi tão bem-sucedida – salvando diversos filmes do fracasso – que os roteiros passaram a ser avaliados nos critérios de Save the cat!. Hoje, um roteirista que se propõe a entrar no mercado estado-unidense de cinema e ainda não sabe enquadrar a sua história nos 15 beats do livro, não será levado a sério.


Assim como com a Jornada do Herói, eu não defendo que você use esse método como uma receita de bolo, nem que o siga de olhos fechados na construção da sua história. O que eu aconselho é que você estude essa ferramenta e tente encaixar a sua história nela após a escrita. Isso porque se trata de uma forma muito eficiente para diagnosticarmos se a história que estamos escrevendo peca em algo fundamental.


Considerar se o enredo contém todos os elementos propostos é um ótimo exercício para ter insights sobre como lapidar sua história.

A metodologia Save the cat! se baseia em 15 beats (ou 15 eventos) que acontecem respeitando a estrutura de 3 Atos. Abaixo, irei resumir cada um deles:

ATO 1

1º Beat – Imagem de abertura: uma foto de “antes” de sua personagem principal e de seu mundo.

2º Beat – Configuração inicial: expansão da imagem de abertura. Uma exploração da vida e do mundo do herói antes de sua transformação épica. Não é raro que esse beat venha depois da “declaração da lição”.

3º Beat – Declaração da lição: afirmação feita por uma personagem (normalmente não a protagonista) sobre o que o herói precisa aprender até o final da história, para fechar seu arco dramático.

4º Beat – Catalizador: um incidente incitante que catapulta o herói para um novo mundo ou uma nova forma de pensar.

5º Beat – Debate: uma cena em que o herói discute o que fará em seguida. Geralmente apresentado na forma de uma pergunta. (Será que eu devo...?).

ATO 2

6º Beat – Entrada ao Ato 2: momento em que o herói decide aceitar o chamado à ação, sair de sua zona de conforto e se aventurar em um novo mundo ou em uma nova maneira de pensar.

7º Beat – Trama B: introdução à uma nova personagem ou personagens que servirão para ajudar o herói a aprender a lição.

8º Beat – Diversão e jogos: também chamado de “promessa da premissa”, é a parte “divertida” da história, quando o herói explora o novo mundo e tem seus primeiros sucessos – cumprindo as promessas que fez na sinopse da história. É o grande gancho que fez o leitor escolher pela leitura da história.

9º Beat – Meio: literalmente o meio da história, onde o "Diversão e Jogos" culmina em uma falsa vitória ou uma falsa derrota. Algo deve acontecer aqui para aumentar os riscos e empurrar o herói para uma mudança profunda.

10º Beat – Inimigos se aproximam: se o meio for uma vitória falsa, a partir daqui a situação piora consistentemente para o herói. Se o meio foi uma falsa derrota, as coisas só melhoram para o herói. Independentemente da trajetória, os “demônios internos” do protagonista estão se aproximando, pressionando o herói por uma transformação interna.

11º Beat – Tudo está perdido: diametricamente oposto ao meio, é o ponto mais baixo do romance. Algo acontece com a protagonista que, combinado com aqueles “demônios internos”, a empurra para o fundo do poço.

12º Beat – Desolação: o herói toma um momento para refletir sobre tudo o que aconteceu. É a escuridão mais densa antes do amanhecer. Esse é o instante anterior à solução da grande questão interna do herói.

ATO 3

13º Beat – Entrada ao Ato 3: é quando o herói entende o que ele deve fazer para, não apenas consertar todos os problemas criados no Ato 2, mas, mais importante ainda, como consertar a si mesmo (Trama B).

14º Beat – Finale: o herói prova que realmente aprendeu a lição e coloca em prática o plano que criou em “Entrada ao Ato 3”. Vilões são derrotados, demônios internos são conquistados, amantes são reunidos. O mundo do herói não é apenas salvo, é um lugar melhor do que antes.

15º Beat – Imagem final: similar ao beat "Imagem de abertura", essa é uma fotografia final de quem é o herói depois de sua transformação.




363 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo