Buscar
  • Bruno Crispim

criando ganchos sedutores

Atualizado: Mar 9





Um gancho é quando um capítulo ou episódio é interrompido pouco antes que algo crucial seja revelado ou no meio de uma situação perigosa, onde há pouca esperança para a personagem.


Ainda que muitos considerem o gancho um truque fácil e amador, é difícil negar sua eficiência. Devemos, contudo, ter o cuidado de não usar essa técnica em excesso ou de forma óbvia.

O gancho funciona uma vez que a espera causada pela interrupção nos faz imaginar as possibilidades sobre o que pode acontecer em sequência, resultando em ainda mais suspense.


O desastre provável apresentado no gancho é quase sempre evitado, criando um senso de resolução e libertação. Mas isso não costuma nos impedir de se preocupar com o protagonista na próxima vez em que ele esteja diante de um desastre praticamente inevitável.


Dando um passo além, e quebrando essa previsibilidade, é importante que os ganchos também conduzam a trama para revezes, para eventos que prejudiquem o protagonista. De preferência, nada que seja óbvio para o leitor no momento do gancho.

Hora de praticar: Escreva um conto com duas reviravoltas importantes. Para elas, crie ganchos – que interromperão o rumo dos eventos.


Na primeira reviravolta, pare a história e volte ao passado. Conte algo que aconteceu na vida da personagem. Algo que resultou nessa reviravolta. Seja breve, mas faça o leitor esquecer do gancho – isso o fará ganhar força. Para isso, aumente o risco que a personagem corre no passado, mas se assegure de que nada de mal aconteça.


Volte ao presente e continue a história para se preparar para a segunda reviravolta. Prepare esse segundo gancho e faça o leitor acreditar que nada de errado vai acontecer com o protagonista – ainda que fique preocupado inconscientemente.


Então, aperte duas vezes o “Enter” e faça o pior acontecer.

No primeiro gancho, você levou a história para algo completamente inesperado e preparou o leitor para acreditar que nada de mal iria acontecer. No segundo, você pega o leitor despreparado, de coração aberto, pronto para levar uma rasteira.


Perceba que os dois ganchos funcionam de uma maneira complementar e inesperada. É assim que os seus ganchos devem funcionar.




61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo