Buscar
  • Bruno Crispim

criando ganchos sedutores



Um gancho é quando um capítulo ou episódio é interrompido pouco antes que algo crucial seja revelado ou no meio de uma situação perigosa, onde há pouca esperança para a personagem.


Ainda que muitos considerem o gancho um truque fácil e amador, é difícil negar sua eficiência. Devemos, contudo, ter o cuidado de não usar essa técnica em excesso ou de forma óbvia.

O gancho funciona uma vez que a espera causada pela interrupção nos faz imaginar as possibilidades sobre o que pode acontecer em sequência, resultando em ainda mais suspense.


O desastre provável apresentado no gancho é quase sempre evitado, criando um senso de resolução e libertação. Mas isso não costuma nos impedir de se preocupar com o protagonista na próxima vez em que ele esteja diante de um desastre praticamente inevitável.


Dando um passo além, e quebrando essa previsibilidade, é importante que os ganchos também conduzam a trama para revezes, para eventos que prejudiquem o protagonista. De preferência, nada que seja óbvio para o leitor no momento do gancho.

Hora de praticar: Escreva um conto com duas reviravoltas importantes. Para elas, crie ganchos – que interromperão o rumo dos eventos.


Na primeira reviravolta, pare a história e volte ao passado. Conte algo que aconteceu na vida da personagem. Algo que resultou nessa reviravolta. Seja breve, mas faça o leitor esquecer do gancho – isso o fará ganhar força. Para isso, aumente o risco que a personagem corre no passado, mas se assegure de que nada de mal aconteça.


Volte ao presente e continue a história para se preparar para a segunda reviravolta. Prepare esse segundo gancho e faça o leitor acreditar que nada de errado vai acontecer com o protagonista – ainda que fique preocupado inconscientemente.


Então, aperte duas vezes o “Enter” e faça o pior acontecer.

No primeiro gancho, você levou a história para algo completamente inesperado e preparou o leitor para acreditar que nada de mal iria acontecer. No segundo, você pega o leitor despreparado, de coração aberto, pronto para levar uma rasteira.


Perceba que os dois ganchos funcionam de uma maneira complementar e inesperada. É assim que os seus ganchos devem funcionar.

Indicação de leitura

No final de cada post, irei recomendar um livro que pode, de alguma forma, te ajudar na sua jornada como escritor(a).

Hoje, indico Nascido do crime de Trevor Noah. O livro de não-ficção reconta a infância do apresentador na África do Sul. Além de uma narrativa agradável e bem construída, o livro usa um gancho muito longo. Durante todo o livro queremos saber o que acontecerá com a sua mãe.

Se você gostou dessa recomendação e quiser comprar o livro, use esse link para contribuir com a manutenção do GUIA ;)


21 visualizações